segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

NOSSOS VELHOS



Pais heróis e mães rainhas do lar.
Passamos boa parte da nossa existência cultivando estes estereótipos.
Até que um dia o pai herói começa a passar o tempo todo sentado, resmunga baixinho e puxa uns assuntos sem pé nem cabeça.

A rainha do lar começa a ter dificuldade de concluir as frases e dá prá implicar com a empregada.
O que papai e mamãe fizeram para caducar de uma hora para outra?
Fizeram 80 anos. Nossos pais envelhecem. Ninguém havia nos preparado pra isso.
Um belo dia eles perdem o garbo, ficam mais vulneráveis e adquirem umas manias bobas.
Estão cansados de cuidar dos outros e de servir de exemplo: agora chegou a vez de eles serem cuidados e mimados por nós, nem que pra isso recorram a uma chantagenzinha emocional.
Têm muita quilometragem rodada e sabem tudo, e o que não sabem eles inventam.
Não fazem mais planos a longo prazo, agora dedicam-se a pequenas aventuras, como comer escondido tudo o que o médico proibiu. Estão com manchas na pele.

Ficam tristes de repente. Mas não estão caducos: caducos ficam os filhos, que relutam em aceitar o ciclo da vida.
É complicado aceitar que nossos heróis e rainhas já não estão no controle da situação. Estão frágeis e um pouco esquecidos, têm este direito, mas seguimos exigindo deles a energia de uma usina.
Não admitimos suas fraquezas, seu desânimo.
Ficamos irritados se eles se atrapalham com o celular e ainda temos a cara-de-pau de corrigi-los quando usam expressões em desuso: calça de brim? frege? auto de praça?
Em vez de aceitarmos com serenidade o fato de que as pessoas adotam um ritmo mais lento com o passar dos anos, simplesmente ficamos irritados por eles terem traído nossa confiança, a confiança de que seriam indestrutíveis como os super-heróis.
Provocamos discussões inúteis e os enervamos com nossa insistência para que tudo siga como sempre foi. Essa nossa intolerância só pode ser medo. Medo de perdê-los, e medo de perdermos a nós mesmos, medo de também deixarmos de ser lúcidos e joviais. É uma enrascada essa tal de passagem do tempo.

Nos ensinam a tirar proveito de cada etapa da vida, mas é difícil aceitar as etapas dos outros, ainda mais quando os outros são papai e mamãe, nossos alicerces, aqueles para quem sempre podíamos voltar, e que agora estão dando sinais de que um dia irão partir sem nós.

Autora: MARTHA MEDEIROS

Trate os seus pais como gostaria de ser tratado!!

talvez voce ja conheça mais sempre é bom lembrar o que podemos fazer ou melhorar as nossas atitudes, pois assim como eu muitos tem dentro do seu lar um idoso que precisa de atenção, carinho e respeito e sabemos que muitos filho e parentes não amam seu pais, avós e familiares quando chegam na velhice. Meu desejo é que essa linda mensagem toque o seu coração se você não tem amado como deve os idosos reflita nas suas atitudes e mude e vocês amigos que amam e cuidam dos seus pais minha oração e que teu coração seja fortalecido para continuar realizando esse bem precioso para aqueles que tanto precisam.


Quando você era bem pequeno...
...eles gastavam horas lhe ensinando a usar talheres nas refeições...
... ensinando você a se vestir, amarrar os cadaos dos sapatos, fechar os botões da camisa..
Limpando-o quando você sujava suas fraldas, lhe ensinando a lavar o rosto a se banhar a pentear seus cabelos...
...lhe ensinando valores humanos...
Por isso...
...quando eles ficarem velhos um dia... e seria bom que todos pudessem chegar até aí (não preciso explicar... não é?)
...quando eles começarem a ficar mais esquecidos e demorarem a responder...
...não se chateie com eles...
...quando eles começarem a esquecer de fechar botões da camisa, de amarrar cadarços de sapato..
...quando eles começarem a se sujar nas refeições...
..quando as mãos deles começarem a tremer enquanto penteiam cabelo...
...por favor, não os apresse... porque você está crescendo aos poucos, e eles envelhecendo..
..basta sua presença... sua paciência... sua generosidade... sua retribuição.
...para que os corações deles fiquem aquecidos..
...se um dia eles não conseguirem se equilibrar ou caminhar direito..
...segure firme as mãos deles e os acompanhe bem devagar respeitando o ritmo deles durante a caminhada... da mesma forma como eles respeitaram o seu ritmo quando lhe ensinaram a andar...
fique perto deles... assim como...
...eles sempre estiveram presentes em sua vida, sofrendo por você...
torcendo por você...
e vivendo "POR VOCÊ"

Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz.

Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO”
( Max Gehringer)


Versículo para Meditação:
FILHOS OBEDEÇAM aos seus pais; esta é a atitude correta que vocês devem tomar, porque Deus os colocou numa posição de autoridade sobre vocês. Respeite seu pai e sua mãe. Dos Dez Mandamentos de Deus este é o primeiro que termina com uma promessa. E esta é a promessa: Se você respeitar seu pai e sua mãe, você terá uma vida longa e cheia de bênçãos. Efesios 6: 1-3

NA ALMA



Todos nós envelhecemos

Como maracujás murchos

O que fica na alma

É a luva de pelica de Deus

Nos reconstruindo

De nossos escombro

domingo, 11 de dezembro de 2011

hoje tive um sonho

nâo percam em breve conto bj

sábado, 26 de novembro de 2011

A vida é. . .


A vida é. . .

A vida é uma oportunidade, aproveita-a.
A vida é beleza, admira-a.
A vida é beatificação, saboreia.
A vida é sonho, torna-o realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o.
A vida é preciosa, cuida-a.
A vida é riqueza, conserva-a.
A vida é amor, goza-a.
A vida é um mistério, desvela-o.
A vida é promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, supera-a.
A vida é um hino, canta-o.
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é tragédia, domina-a.
A vida é aventura, afronta-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é a VIDA, defende-a.

sábado, 19 de novembro de 2011